Início Destaques Justiça nega pedido de liminar de Gustavo Scarpa para rescindir com Fluminense

Justiça nega pedido de liminar de Gustavo Scarpa para rescindir com Fluminense

17
0
COMPARTILHE

A juíza Dalva Macedo decidiu, na manhã desta quarta-feira, negar o pedido de tutela de urgência feito por Gustavo Scarpa para rescindir seu contrato com o Fluminense. Ou seja, a Justiça Trabalhista primeiro analisará o mérito da questão, para depois tomar uma decisão em relação ao vínculo.

O meia, na mira de Corinthians e São Paulo, pede no processo a rescisão unilateral de seu contrato com o Fluminense, pagamento de valores atrasados e uma compensação referente ao que teria por receber até o fim de seu vínculo, até 2020, em um valor total que ultrapassa os R$ 9 milhões.

Com o pedido de tutela de urgência, Scarpa tentava já ser liberado de seu contrato com o clube, até que uma decisão sobre o mérito de seu pedido fosse tomada. A juíza, contudo, entendeu que a medida seria “temerária”, sob risco de se tornar “irreversível”, a negando, portanto.

As advogadas de Scarpa, Larissa Coropreso Herrera e Ana Paula dos Santos Cesar, argumentavam que a rescisão imediata era necessária para que o jogador possa “exercer livremente sua atividade de atleta profissional de futebol em um outro empregador que não seja devedor contumaz”.

Na última segunda-feira, a juíza Dalva Macedo havia solicitado a Scarpa e seus representantes mais documentos para avaliar a questão, algo que foi atendido no mesmo dia.

Fonte: MSN

DEIXE UMA RESPOSTA